Home » Uncategorized » Economias Emergentes: Emoções Mistas sobre Smartphones

Economias Emergentes: Emoções Mistas sobre Smartphones

Uma enquete desenvolvida em 11 países considerados como economias emergentes revela “emoções mistas” sobre o uso massificado de celulares e aplicativos de messaging e comunicação. A enquete foi desenvolvida pelo renomado Pew Research Center e publicada pelo site Phys. Essa é a lista de países considerados:

  • África do Sul
  • Colômbia
  • Egito
  • Filipinas
  • Índia
  • Líbano
  • Jordânia
  • Quênia
  • Tunísia
  • Venezuela
  • Vietnã

Em todos estes países, a grande maioria da população tem acesso a um celular, e em média mais de 50% usa smartphone com capacidade para baixar, instalar e utilizar apps.

Benefício pessoal, risco público

A taxa de aprovação dos benefícios pessoais é muito elevada. Perto de 90% considera que os celulares digitais ajudam a se manter em contato com seus próximos, tanto seus familiares quanto seus amigos, e até pode ser útil para contatos profissionais. Cerca de 80% revelam que sabem de notícias e informação por esta via, e por isso consideram que o celular é muito útil para se manterem informados.

Risco para as crianças

Entretanto, são muitos também os que receiam os riscos para a sociedade, em seu todo, do uso excessivo do celular. Uma de suas maiores preocupações está relacionada com as crianças e o fato de estarem demasiado expostas aos celulares. Existem dois grandes tipos de preocupações: o tempo que as crianças dedicam aos equipamentos, que pode prejudicar suas capacidades de socialização, e os conteúdos que acessam, que em boa parte dos casos podem não ser adequados (sugestões de violência, etc.)

Desinformação

Outro problema que preocupa os cidadãos que responderam à enquete é desinformação que circula a grande velocidade nas apps de messaging. Notícias falsas ou meio-verdadeiras, vindas de fontes não confiáveis, podem se tornar um problema social e político.

Recorde-se que na Índia, em 2018, aconteceu uma onda de linchamentos de inocentes causada pela divulgação de notícias falsas pelo WhatsApp.